EQUAÇÃO DO RIDÍCULO


Vendemos aquilo que não interessava,
o que o gosto e vontade
souberam ignorar!

Aquilo que o tempo
não pode usufruir como facto.
O sabor da veleidade.

Um quê de abandono, a rectidão
do mercador, uma saída sem sentido…
O perscrutar da insensatez!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s