INTENÇÕES


Nos confins do mundo
a imaginação espraia os diluvios.
Uma fortaleza de ninguém
e das suas intenções!

A ilusão serpenteia
na carruagem das princesas
vagueia-se sem hora de chegada!

O corpo abraça o corpo,
os velhos esperam junto às muralhas,
diante dos seus olhos
tudo faz mais sentido!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s