RGB


A primeira vez que me lembra ser Benfica, festejei um titulo do Sporting com a minha mãe! Não sabia então, que tanto eu, leão de signo, como aqueles, leões de coração, demoraríamos quase o mesmo tempo a atingir a maioridade, piada mais ou menos batida que se atirava a alguém que dissesse, nesses anos em que algures por Coimbra se podia tomar a bica a preço de saldo, ser este o ano do Sporting. Ora, sendo assim, a primeira vez que me apercebi que gostava do Benfica, curiosamente o Benfica perdeu!!

Lembro-me de outro episódio em que “Manel” Fernandes, julgo eu, acabara de cravar a sétima garra na águia e eu, como é bela a inocência das crianças, ignorando as pedagógicas e carinhosas palavras dos meus pais, esperava que Shéu e seus pares inventassem uma fórmula que invertesse o 7-1 para 7-8. Não aconteceu mas eu continuei a ser do Benfica. Por outro ponto de vista, quanto mais o Benfica perdesse mais eu gostava de ser benfiquista. Estranho!

Diz uma lenda familiar que o meu tio, irmão do meu pai, carrega a mística que vai espalhando geração após geração e que fez de mim este benfiquista, que ainda por cima se lembrou, agora, de escrever quatro ou cinco frases, provavelmente algo lamechas, acerca destas coisas de ser Benfica.

Eu benfiquista, me confesso, aplaudi Madjer em Viena e Ivkovic perante Maradona, entristeceram-me as derrotas do Benfica tal como me alegraram as suas vitórias e claro estimo os meus amigos, que não sendo muitos, são em número suficiente para criarem um pequeno arco-íris em RGB (red, green, blue), informaticamente falando.

Em 2005 quando Luisão chegou com a cabeça onde Ricardo não foi lesto a chegar com as mãos, festejei no Semanel, salão nobre situado na Linhaceira, tal como em 2010 quando Aimar e companhia ganharam o 32º titulo, festejei numa rotunda carregada de vermelho, na cidade de Tomar.

Hoje, diz o calendário segundo o Papa Gregório, estamos no ano 2014, ainda sou Benfica, alegram-me as vitórias, entristecem-me as derrotas. Lembro-me de 2013, um segundo no Dragão e um sonho que se desmoronou. O engraçado é que o futebol continuou porque é apenas isso, futebol. Mais importante os amigos RGB continuaram porque são AMIGOS.

Assim, que me desculpem os meus amigos, mas amanhã festejo um campeonato, mas mais que isso festejo o facto de lerem os textos que vou escrevendo, sendo vocês Red, Green ou Blue… Um abraço deste benfiquista que vos saúda com respeito.

Anúncios

One thought on “RGB

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s