AS LÁGRIMAS DE DANTE


Marcas no chão. Caminho sem tréguas.

O cofre sem portas, as mãos estendidas e sós!

Ninguém seguiu o enxame

E agora a febre já desenhou

sobre o mapa enxuto. As lágrimas de Dante

na corrente do soldado, cobardias,

pedaços de engodo, guardado numa foto alheia.

Uma história contada, fora

do ponto de encontro

o arrogante esgar da sobriedade!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s